NO MOMENTO AS NOSSAS AVALIAÇÕES ESTÃO SUSPENSAS, EM BREVE RETORNAREMOS.
ATENCIOSAMENTE,

HIDROESTIMULAÇÃO: Método próprio da Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial (CETEFE) de reabilitação aquática criado com objetivo de estimular as funções corporais com perda parcial ou total em decorrência do quadro de poliomielite, esclerose múltipla, lesão medular, distrofia muscular, hérnia na coluna, fratura, lesões articulares,
espondilite anquilosante, artrite, febre reumática, osteogênese imperfeita, acidente vascular cerebral, obesidade, artrogripose, espinha bífida, fibromialgia, amputação, entre outros quadros clínicos que levam a perda da funcionalidade corporal. Este programa é recomendado às pessoas que passaram ou não foram submetidas a um tratamento de reabilitação clínica e necessitam de uma atividade de estimulação para manutenção ou resgate funcional corporal.

Idade mínima para ingressar no programa: 10 anos.

TREINAMENTO FUNCIONAL ADAPTADO: Método próprio da Associação de Centro de Treinamento de Educação Física Especial (CETEFE) criado com objetivo de usar a estrutura do corpo como alavanca de força, equilíbrio e coordenação. Este método busca realizar uma programação personalizada conforme o potencial funcional de cada pessoa. As atividades são elaboradas e direcionadas para grupo de pessoas que apresentam necessidades da manutenção funcional corporal em decorrência de uma lesão ou quadro clínico que trouxe como consequência a perda do equilíbrio, força/resistência muscular e amplitude articular. Os exercícios são aplicados com bola, bastão, corda entre outros acessórios.

Idade mínima para ingressar no programa: 10 anos.

ESTIMULAÇÃO BÁSICA: Programa direcionado para o desenvolvimento funcional corporal da criança com perda ou atraso motor em decorrência de um quadro clínico que levou a uma disfunção motora (paralisia cerebral, cegueira, baixa visão e síndrome).

Idade para ingressar no programa: De 1 à 5 anos.

MUSCULAÇÃO ESPECIAL: Programa específico para manutenção funcional das pessoas com quadro de poliomielite, esclerose múltipla, lesão medular, distrofia muscular, hérnia na coluna, fratura, lesões articulares, espondilite anquilosante, artrite, febre reumática, osteogênese imperfeita, acidente vascular cerebral, obesidade, artrogripose, hipermobilidade articular,
espinha bífida, fibromialgia, amputação, entre outros quadros clínicos indicadas para realizarem uma atividade física que possa contribuir na manutenção funcional corporal para uma melhor atuação nas atividades de vida prática.

Idade mínima para ingressar no programa:10 anos